21/11/11

I am coming home now

Depois de três intensos dias em Londres, de devorar com os olhos as lojas de Oxford Street, de assistir ao maravilhoso musical "Phantom of the Opera", de me sentar com o Clooney (no Tussauds), de comer fish&chips, de palmilhar Londres em busca de todas as lojas disney na esperança de encontrar um Simba gigante para o meu pequeno fanático pelo Rei Leão, eis que estou sentada no sofazinho à espera do TGV que me levará de volta a casa. Esta semana mudaremos de casa, e eu deixarei de fumar. Uma época de mudanças portanto...

08/11/11

Nailpolish

Vindo directamente da Bósnia, sem marca e diz a minha mana que super barato, mas lindo pa carai!

18/10/11

O Carlos do Secret Story

É daqueles homens que nem pintado de ouro... Tipo, há coisas que nem a beleza traz...

15/10/11

Então...

A Bershka e a Pull and Bear já têm loja online e ninguém me diz nada? 'tá mal...

14/10/11

Quem tem um homem como o meu tem tudo...

Ontem enviou-me um mail com bilhetes para o concerto dos 30 seconds to Mars em Antuérpia.
Novembro vai ser grandeeee! Mudanca de casa, viagem a Londres, musical 'Fantasma da Opera', concerto... Epa!

11/10/11

É íncrivel como as coisas têm encarecido. Vai-se ao supermercado, compra-se meia dúzia de coisas e paga-se couro e cabelo. Até nas superfícies cujo 'lema' é vender mais barato está tudo caríssimo... A vida está mesmo cara e não é preciso fazer grandes folestrias para ficar de bolsos vazios em escassos segundos. Oh vida!

28/09/11

Não tarda nada está aí a neve. O frio, o gelo, as roupas quentes que não aquecem... E eu não vi o Verão. Não lhe senti o cheiro a mar, a peixe assado na brasa, a minis e tremocos. O sol não me beijou a pele e da cor que outrora tive não restam vestígios. Este país às vezes cansa. Às vezes dá a impressão que o tempo passou e nos consumiu. Não há vida, não há calor, não há sol. Às vezes dá vontade de partir, não porque não goste da minha vida, mas porque quero sol, mar, peixe, calor, dias longos, noites quentes... Mas como ninguém vive de minis e tremocos, volto à minha realidade e tento gostar do frio, adorar a neve e compreender o sol tímido...

27/09/11

É díficil...

Desde o início das aulas o profe só disse uma vez bem o meu nome, foi na primeira aula. Desde essa altura que quando faz. Chamada diz: de Sousa Ferreira. Não lê bem, porque lá está mesmo escrito Ferraz, mas deve ter uma coisa com o vinho do porto...

Neste momento...

Vejo o rei leão pela 401a vez desde que fui mãe... Um dia fui viciada no rei leão. Hoje, sendo forcada a ver 3 e 4 vezes por dia, deixei de achar tanta piada ao Simba... Tipo, ja tentei substituir por outras animacões mas ele não quer. Vá lá enquanto não é viciado no Pinóquio, que é uma personagem que sempre me irritou profundamente.
Agora que a tia lhe deu o simba em peluche a vida dele ficou ainda mais feliz...

26/09/11

O Noah

O meu bebé está prestes a fazer 5 meses. Na consulta de 4 meses quase me mataram no consultório. Pesava 7800gr a media 65 cms. O meu filho não é um bebé gordo. Quem já viu fotos concordará. É fofinho mas não é gordo. E que fosse... Tem quatro meses! Como acham que está enorme para a idade marcaram consulta mensal para controlar o peso. Queriam que lhe fizesse dieta... E eu... Bem, eu quase fui à cara da enfermeira... E agora digam-me, é obeso? Pleaseeee!

Boaaaas!

Olá minha gente!! Ando fugida eu sei, mas mais de quatro meses sem dormir uma noite seguida fritam a cabeca de qualquer um. É mesmo pior que a ganza que um dia fumei na Holanda e me pôs a ver chineses! Mas é a melhor coisa do mundo (o meu filho, não a ganza!).
Bem, prometo voltar à base! Agora o profe já entrou tenho que me concentrar!!!

17/08/11

Quando o Noah deixa...


Verão... domingo... mais de meia dúzia de cachopos quase todos entre os seis e os dez anos...
Correr, pular, roubar uvas ao avô.
Pregar partidas uns aos outros. Ir aos morangos. Inventar histórias. Brincar aos super heróis.
Chegar ao fim do dia sujos de terra mas felizes. Lavar as mãos. Beber uma caneca de cevada feita pelo avô, enquanto os adultos jogam à sueca. Comer rigueifa com manteiga.
Fechar a porta da "loja" e brincar ao quarto escuro. Fazer "uuuuuhhhh" para assustar os mais novos. Ligar a luz. Lençol no chão. Tudo em círculo. Hora de jantar. Gargalhadas...
E foi assim por muitos anos... e eu gostava... todos nós gostavamos...


01/08/11

Correios...

Há uns anos uma amiga minha foi à Índia e quatro meses depois (já ela tinha voltado) recebi um postal dela...
A minha irmã enviou-me algo da Croácia há uma semana e ainda não chegou... acho que ela, que chega domingo, vai chegar primeiro que o correio...
Moral da história? Não enviem postais, ponto.
A minha veia de cusca tem-me feito correr de blogue em blogue para perceber esta novela recente...  e finalmente percebi! E digo já, se a minha querida Anouc é uma pipi: you rock girl and I knew it... se não for, não quero saber, prontes...
Eu sou daquelas que vai lendo os blogues e comentando com o hóme... é que sinceramente nunca senti necessidade de escarrapachar tudo o que compro no blogue só para que me achem o máximo... eu compro montes de vernizes, uso os três passos da Clinique (se bem que nem sei para quê, não noto nada de especial, mas como comprei os frascos maiores - tumbaaaas - duram há já quase um ano), compro roupa a magotes, tenho tantos sapatos e tantas malas, que um dos pares de sapatos só estreei na semana passada quando fui para a disco, e já os tinha comprado há um ano!!!! Shame on me... sou vaidosa e feminina, mas não tenho pachorra para vos mostrar isso no blogue, aliás, não vejo em mim uma fashionista e o mais provável seriam looks repetidos de jeans e ténis, porque é o mais prático para o dia-a-dia...
Eu não preciso de vos mostrar que tenho roupa bonita, que sou gira e que foda-se, fui mãe há dois meses e já tenho tudo no sítio. Não preciso porque não sou assim. Não tenho vontade de me fazer mais que a maioria, porque só vou de férias se tiver dinheiro, não me endivido para nada nem por nada, porque tudo o que tenho é pago na hora e não vejo razão para espetar com isso aqui. Compreendo que grande maioria das pessoas que o faz é devido à falta de auto-estima. Compreendo que precisem de comentários do género: és gira, vestes bem, segues a moda. Eu não preciso disso porque tenho espelhos em casa. Tenho dias em que acho que estou muita bem, e tenho outros, em que não há maquilhagem que me faça sentir hot hot hot. Mas nem nesses dias preciso que me "venerem". E depois há aquelas pessoas que o fazem porque gostam de inspirar outros com fotos como eu com palavras... Não vejo tanto mal assim...
é por isso que gosto do blogue da Pipi. Porque porra... a vossa vida é mesmo assim? é que não é inveja... é mesmo achar que tanta coisa supérflua a sair de uma cabecinha é demais...
E com este post não estou a tomar partido de ninguém em especial, porque acompanho alguns blogues mencionados no Pipi e gosto. é só porque é verdade que muita gente se põe a jeito... eu leio e comento e rio cá em casa, e há quem leia e queira escrever sobre o assunto... e a Pipi fá-lo tão bem! é preciso chegar a extremos e levar tudo a peito? e depois há bloggers que são verdadeiros Sherlock Holmes... porra.

By the way, mais logo vou comer ao argentino, que sou muita fina, should I post my oufit? ;) é porque sim...

25/07/11

RIP

Às vítimas do frio massacre na Noruega... E aquelas que por esse mundo fora perdem a vida sem terem qualquer palavra a dizer, qualquer coisa a fazer para o evitar...

22/07/11

Oh entendidos da Apple!!!

Imaginem que compram um iphone. Quando o ligam reparam num pixel morto... Sim só um... Mas como um iphone não custa propriamente dois euros, exige-se qualidade. Vocês vão logo à loja e dizem-vos que têm que mandar o telemóvel para a marca... Quais 15 dias para trocar? Dizem eles que a Apple funciona de outra forma e quando o material vem com defeito tem que ser enviado para a marca e o cliente tem que esperar entre duas a quatro semanas pelo produto... Não devolvem o dinheiro nem trocam por um igual ou com mais Gb... Basicamente ou se fica com o telemóvel assim ou se envia para a marca. Ponto. Alguém me sabe dizer se a Apple funciona mesmo assim?

13/07/11

2 meses de Noah...

Fez ontem dois meses. é um bebé muito simpático. Sorri muito e já dá gargalhadas. Dorme em casa de toda a gente durante o dia, menos na nossa... se estiver um dia inteiro em casa está sempre acordado e só quer é mimo. Tem muita força. Não gosta de adormecer com "fofinhos", fraldas, ou que quer que seja encostado à cara. Já fez xixi (e outras coisas) para cima de mim enquanto o mudava... aliás, acontece várias vezes...
Fica lindo com qualquer cor...
Se quero fazer algo, como pintar as unhas, passar a ferro, arranjar o cabelo, arrumar a cozinha, não posso adiar, tenho mesmo que aproveitar enquanto ele está a dormir. é que sempre que tenciono fazer algo a pensar que ele vai adormecer o pestinha não dorme...
Tem umas bochechas fofinhas, umas perninhas gordinhas e um sorriso maravilhoso...
Sem ele nada seria o mesmo...

10/07/11

bahhh ...

às vezes passamos por fases em que queriamos fazer muito mais e ir muito mais longe. Fases em que parece que a nossa vida estagnou e que apesar de não ser má não é propriamente o que sonhamos... e é óbvio que essa fase passa, mas enquanto não, é um remoínho de ideias e vontades por realizar, desejos por concretizar e sonhos por alcançar... ainda bem que só tenciono bater a bota lá pos noventa, o que significa que ainda tenho 60 anos pela frente...

06/07/11

E depois de muito procurar...

as shape-ups travaram conhecimento com os meus pézinhos de marreta.
Ainda estamos a criar habituação, por vezes sinto que tenho umas barbatanas enfiadas nos pés, mas tudo bem, isto vai lá.

04/07/11

Fui aos saldos...

Desengane-se quem pensou que eu ia publicar uma catrefada de fotos com o que comprei, porque isso nunca aconteceu e ainda não é agora que vai acontecer. Se nunca tive uma veia fashionista, agora com a barriguinha pós-parto muito menos... claro que tive que comprar umas pecitas porque não é porque estou com uns pneuzinhos que não tenho direito, mas avante irmãos.
Como dizia, fui aos saldos. Sábado deixamos o "piqueno" e fomos até Antuérpia. Achei que na cidade grande faria melhores compras do que aqui no vilarejo... Lá fomos os dois, pombinhos enamorados. Almoçamos no "Giovanni", que é o meu restaurante italiano. Chamam-me de Julietta numa de me convencer a alapar por lá. Chamam a mim e a todas, mas isso também não interessa, porque uma gaja gosta é de se sentir importante. Almoçamos uma ganda pizza e para ajudar à festa espetei-lhe com dois copinhos de vinho branco, para mais tarde não estar tão deprimida...
Foi depois do almoço que demos à perna naquela Meir. E se demos... Entramos em tudo quanto era loja... entramos e saimos logo de seguida. Era tanta gente que mal se respirava. Quando entrei na Bershka tive a sensação que estava a entrar na discoteca Via Rápida no Porto. A música em alto som e uma carrada de gente que pareciam ratos a sair de todo o lado. Não conseguia andar, muito menos ver a roupa. Tive que sair, quase antes de entrar... Depois lá fui a Zara na esperança de encontrar um cenário melhor... realmente já se podia andar, mas apenas porque a loja é umas quatro vezes maior... experimentar roupa nem pensar e para pagar filas e filas... resumindo, comprei três pecitas na Zara, só para não dizer que tinha ido à festa e não tinha comido farturas...
Quem se safou nisto tudo foi o Noah... levou roupinha e ainda passamos na loja da Disney.
Resumindo, eu não sei comprar nos saldos (e quero sempre muito saber) mas também não dá... sai o mundo inteiro à rua para comprar... eu gostava de ter um dia de saldos só para mim. Enquanto esse dia não chegar vou continuar a ser a mesma, que não consegue renovar o guarda-roupa mesmo quando quer e anda a planear há meses...
E depois vejo pessoas que fazem verdadeiros achados nos saldos e só me apetece dizer: foooda-se... (com toda pronúncia nortenha que possam imaginar...)

01/07/11

Os saldos

Os saldos começam hoje e eu adorava que houvessem sido adiados. Quero muito renovar o meu guarda-roupa, mas com o número abaixo do que neste momento visto. E eu sei que nunca consigo comprar nada nos saldos, mas vai uma aposta em como desta vez vou gostar de tudo e mais alguma coisa? Pois...

30/06/11

Há oito semanas era assim...


O ínicio de uma grande aventura... a nossa aventura. O contacto físico com um amor crescente e infinito. Se pudesse voltar atrás? Faria tudo igual na minha vida, só para ter este meu pequeno tesouro nos braços como tenho agora...

27/06/11

O Octávio

O pai queria o Octávio quando eu ainda estava grávida. Eu achava que era muito dinheiro por uma coisita daquelas e tirei-lhe sempre isso da cabeça... Deviam ter-me espetado com a cara em água fria, dado duas ou três vergastadas ou pôr-me a pão e água meia dúzia de horas. é que, há duas semanas, o pai comprou o Octávio. E logo nessa noite o pequeno rebento descansou melhor... adormece mais rápidamente com o Octávio pousado na cabeceira do berço. Eu já não vivo sem o Octávio. é que, excepto em dias como hoje, o miúdo normalmente adormece rapidamente. Não o embalo. Deito-o no berço e uns minutos depois está hipnotizado pelo novo amigo. Além disso, o Octávio só surge na vida do Noah quando está na hora de dormir, pois foi a forma que encontrei de lhe mostrar quando é noite e está MESMO na hora de dormir... Nem quero pensar no que acontece se o Octávio vai com os porcos... Lá vou eu a correr à Dreambaby ver se arranjo outro...

Só para que conste...

Quando alguém vai comigo no carro, nos bancos de trás, não os obrigo a pôr o cinto. Posso até sugerir, mas não obrigo... se calhar sou inconsciente... ou se calhar não. Fora isso, tenho tudo dito.

25/06/11

Podemos sempre ver o lado positivo da coisa...

Se por um lado é bastante chato em pleno Junho chover a cântaros e a temperatura não ser do mais agradável, por outro poupa-me a situações que de momento não me agradam nada como vestir um bikini ou perceber que a roupa do verão passado já era... é, é isso... já não me queixo mais...
Comecei a usar óculos aos seis anos. Depois dos doze já só usava para ler, ver tv e estudar. Entretanto os óculos partiram e como eu achava que já não precisava assim tanto, ignorei.
Agora já andava aflita há uns tempos, mas com o cansaço depois que o Noah nasceu ainda pior... Ontem lá fui eu... os óculos chegam terça-feira. Foi dificil escolher porque afinal de contas vou ter que andar (quase) sempre com os óculos e eu acho que não tenho cara que fique bem de lunetas, mas pronto...lá escolhi e a partir de terça volto a ser caixa de óculos :)

24/06/11

Quero!!!

mas não sei onde comprar...

22/06/11

Senhor, dá-me paciência... (que bem preciso)

Cai chupeta, reclama, dou-lhe a chupeta, cai logo a seguir, reclama, volto a dar, volta a deixar cair, volta a reclamar, volto a dar, volta a cair, reclama outra vez... e estou, ou melhor, estamos os dois há uma hora nisto.

Puta que pariu quem inventou as chupetas.

é isso e chocolates...

Uma pessoa neste país já não pode usar cabelo curto. Já não pode ir passear com a filha. Já não pode passear as netas. Uma pessoa neste país já não pode sair com uma pessoa do mesmo sexo senão corre o mesmo risco que a minha mãe... foi passear com a minha irmã e as minhas duas sobrinhas e ouviu o comentário: "olha aquele casal homo com duas crianças...".
Neste país as pessoas já não sabem conviver em família. Um abraço, um carinho entre mãe e filha são logo tomados como um romance qualquer. Neste país, nesta sociedade, as pessoas parecem não saber viver sem o amor romantico. Para todo o lado que olham é o que veem... Parecem esquecer que há amor entre pais e filhos, irmãos, avós, primos... e uma vez ouvi eu enquanto ia na rua com o meu pai: "olha este com uma miuda muito mais nova..." - ai que  é tão fácil fazer logo um filme e dar asas à imaginação... e para nós é no mínimo engraçado...

20/06/11

Neste momento estou indecisa entre ir trabalhar em Agosto, ou ficar com o Noah até Dezembro. E sim, é dificil de decidir, ambas as opções têm os seus pros e contras... e o pior é que o coração não está dividido... já decidiu há muito tempo atrás... a razão é que está tipo a adiar uma eventual resposta...

18/06/11

Mistérios do FB

Que o facebook é um mundo é quase uma opinião geral. Que reencontramos pessoas de quem haviamos perdido o rasto e que de qualquer forma um dia nos foram queridas, também  é verdade. Várias vezes acontece também pessoas com quem perdemos contacto nos tentarem adicionar, e nós, ainda que não aceitemos, até compreendemos a tentativa da pessoa.
Agora, quando uma pessoa é riscada na nossa vida, seja porque razão for e nos tenta adicionar, sabendo que não vamos aceitar, acho estranho... Pior ainda quando, depois de recusado o convite de amizade, voltam a tentar. E aí só podemos concluir uma coisa e exclamar: "Foda-se, cum caralho, a puta da curiosidade deve ferver..." - ou se calhar sou só eu que exclamo com estes palavrões todos, mas não interessa... captou?
O meu bebé tem fotos lindas, mas a minha preferida é a primeira. Aquela que foi tirada assim que o pousaram no meu peito, cheio de sangue, a chorar e com a carinha inchadita. Não sei porquê mas acho que essa foto será sempre aquela, a tal, a especial...

17/06/11

E hoje,

um mês e tal depois, consegui arranjar tempo (e disposição) para pintar as unhas.

16/06/11

Epa gente

Comam pepino se faz favor! Isto tem que vender!

14/06/11

six to go...

Com a gravidez engordei 18 kgs. é verdade. No fim da gravidez não me achava gordissima, mas estava já inchadita e os quilinhos também la estavam. Ao fim de um mês perdi doze quilos. Sem dietas. Sem exercício. Apenas assim... Faltam seis, mas tendo em conta que devo ter três quilos a mais em cada mama, isto vai lá. Pensei que ia entrar em pânico depois de ter o bebé, mas não. E agora, que tenciono fazer exercício, isto vai tudo ao sítio. Haja esperança e optimismo...

11/06/11

Um mês

Faz amanhã um mês que o Noah nasceu e esta noite foi a pior que ele me deu até agora. Até uma crise de choro me deu. Mas com ele agora aqui deitado a olhar para mim e sossegadinho, fico zangada comigo mesma por durante a noite ter entrado em pânico... porque nem sempre é fácil. Nem sempre eles comem, dormem e sujam fraldas. Às vezes choram muito. Às vezes lutam contra o sono. Às vezes levam-nos ao cansaço extremo. E muitas vezes olham para nós com um rostinho doce, sereno, e então tudo se esquece... Faz amanhã um mês que não sei o que é dormir em condições, que mal tenho tempo para mim, que a minha vida mudou totalmente. Faz amanhã um mês que me tornei uma pessoa mais paciente, mais generosa, mais feliz... Amo-te filho... mesmo quando me levas ao extremo do cansaço e da paciência, e sem ti nada seria igual...

10/06/11

Ser mãe é também

ter que tomar um duche rápido e de porta aberta. Adeus banhos de meia hora...

09/06/11

Tais irmãs, tais gatas...

Não é novidade que a minha irmã teve uma menina a sete de Abril e eu um menino a doze de Maio. Foi novidade sim quando a gata da minha irmã há uns dias atrás pariu quatro gatinhos. Mas surpresa maior foi quando ontem, enquanto guardava as roupinhas do Noah, ouvi miar. Apanhei um susto quando vi um gatinho no berço do Noah (o do quarto dele, raramente usado). A Mia (a minha gata) também pariu e trouxe dois gatinhos para o berço. Já devem ter nascido há uns valentes dias e são lindos. Eu sei, a culpa é minha, devia ter castrado a menina. é que os bichinhos também gostam não é? Agora pronto... temos três bebés cá em casa. Felizmente só dou mama a um...e olhem que já é dose!

06/06/11

Noah :)

Olá a todos :) Obrigado pelos comentários e mensagens de apoio. Realmente, soube mesmo muito bem!
Então vou contar-vos como se deu a coisa sim? Nada de pormenores doidos, para não assustar.
Na quarta-feira dia 11 de Maio, um dia depois da data prevista para o parto, fui a mais uma consulta. A ginecologista ria-se por me ver ainda por lá. Quando me examinou eu tinha apenas um cm de dilatação, cm esse que havia surgido nesse mesmo dia (daí as dores menstruais :p ). Quando viu que a minha pressão arterial estava acima do normal e do que havia sido durante toda a gravidez disse que gostaria muito que eu parisse... e foi mesmo assim que disse. Eu respondi que também gostaria bastante de parir e foi aí que se tratou de tudo para eu ficar internada nessa mesma noite. Iriam induzir o parto (medo!!). Eu já ia preparada com os sacos e foi só ir ao carro buscá-los e avisar a família.
O Mário ficou comigo. Sem dúvida que é um apoio enorme para uma futura mamã ter o seu mais que tudo a seu lado.
Depois de me explicarem todo o procedimento deixaram-me a descansar no quarto. Ainda brincamos um bocado com toda a história do parto, mas eu começava a ficar em pulgas. Foi às 22 horas do dias 11 que me introduziram as duas pastilhas no útero para induzir o parto.
Durante a noite não senti dores e se não dormi foi apenas devido ao nervosismo. às cinco e meia da manhã levantei-me, tomei um duche e entretanto vieram examinar-me. Tinha dois cms de dilatação.
às seis da manhã chegou a parteira que iria acompanhar-me durante todo o trabalho de parto e iria assistir ao meu parto junto com a médica. Era uma rapariga nova, mas que adorei do início ao fim. Ela foi sempre super meiga e prestável. Não existem palavras para tecer todos os elogios que eu acho que a rapariga merece.
Resumidamente, às dez da manhã tinha 4 cms, às onze tinha seis, e ao meio-dia e pouco tinha 8.5 cms.
Foi perto da uma da tarde que atingimos os dez cms de dilatação, mas a parteira queria que ele descesse mais um bocadinho antes de começarmos.
O parto em si deve ter demorado uns vinte minutos. Lembro-me de perguntar à minha mãe (que assistiu ao parto junto com o Mário) se ainda faltava muito. Senti quando me cortaram e rejubilei quando me colocaram o Noah, cheiinho de sangue, em cima do meu peito. E naquele momento senti-me tão feliz, tão completa, que não dá para explicar...
Enquanto a médica me cosia eu olhava para ele. Senti quando levei os primeiros pontos mas a médica apercebeu-se e deu-me anestesia.
Se doeu? Sim... E levei a epidural uma hora e pouco antes do parto. As contrações a certa altura doem bastante, mas cá para nós, quando ouvia histórias sobre mulheres que berravam e insultavam os maridos, imaginava um cenário muito pior.
O Mário acabou por cortar o cordão. E tê-lo a ele e à minha mãe no parto foi muito reconfortante. Ambos estiveram do meu lado e me deram muita força.
No dia 14 de Maio viemos para casa. Pedi à médica para me dar alta mais cedo e ela cedeu (e vim a conduzir o meu carro - sou teimosa, eu sei...).
O meu pequenino nasceu com 50cm e 3120 gramas. Não saiu do meu lado até irmos para o quarto e agarrou-se à mama vinte minutos depois de nascer.
Está quase com um mês e cresce a olhos vistos. Ocupa-me o tempo todo, mesmo quando está a dormir, porque me perco a observá-lo. é lindo e sossegado, apesar de passar muito tempo acordado.
Por isto, por este meu bebé, pelo homem que tenho a meu lado, e pela minha família maravilhosa, jamais mudaria algo na minha vida... agora percebo... ser mãe é mesmo o melhor do mundo...

11/05/11

40 semanas

Fizemos ontem. Ontem era a deadline para nós (a data limite desde que se descobre a gravidez) mas no entanto o meu pequeno não deu sinal de vida... Mas ontem estive tão cansada que não me apetecia fazer quase nada.
Esta noite passei a noite com dores (tipo menstruais) e continuo... nunca estive grávida e por isso não sei, mas se não for mais cedo, logo, às sete da tarde tenho mais uma consulta (aquela que normalmente já não se tem - depois da data prevista) e a médica já deve dizer algo.
Queria muito que o parto não fosse induzido, independentemente das dores pelas quais eu tenho que passar, porque queria o meu Noah nos meus braços, sem qualquer tipo de aperto no coração.
Seja hoje, amanhã ou depois, estou a horas ou dias de ver a minha vida mudar para todo o sempre... e isso enche-me o peito de emoção.

05/05/11

Não vejam!



Se não quiserem passar a ser vegetarianos... chocante...

Como deixar um homem aos pés de uma "mulher" de 1 ano e 5 meses...

Emina para Mário, quando lhe dava um beijo para se despedir:
- Xau, paínho.

Escusado será dizer que ele ficou doido e só queria que ela repetisse, coisa que ela não fez!

39 semanas

e três dias. Ainda cá estamos. Sem qualquer dilatação. Fechadinhos como não se quer. Se o cachopo não tivesse dado a volta a esta hora já estaria nos meus braços. A cesariana seria hoje. Mas como é de personalidade forte estamos entregues ao factor surpresa, o que torna tudo muito mais natural e surpreendente, mas que me deixa com medinho... é que não haver dilatação nenhuma quase às quarenta semanas, faz-me imaginar o pior dos cenários.
Se o bebé deveria mexer menos por estar prestes a nascer, então o senhor Noah ainda vai ficar mais uns tempos pelas águas de sua mamã... é que ele mexe e mexe e mexe...
A ansiedade já foi maior. Ansiedade no âmbito de querer que seja já. é óbvio que se me rebentassem agora os liquidos (:) ) eu não ficaria de todo desiludida, mas a verdade é que sei que mais tarde ou mais cedo ele estará cá fora, e portanto, que seja quando ele achar que deve ser. Afinal, assim é que deve ser...
A ginecologista não tenciona provocar o parto. Acho que deve estar ainda mais traumatizada que eu. E sinceramente é preferível que não. Adorava sentir as contracções, as águas rebentarem, e tumbas, uns minutos a puxar e Noah no mundo, lindo e saudável. A ver vamos...
Gostaria de dizer que tenho o feeling que está para breve... mas não tenho... não tenho qualquer feeling... Aliás, sinto-me leve, nada inchadinha, e a única coisa que ainda me faz mal é a cabra da azia que me ataca duas vezes por dia... fora isso está tudo muito calmo...
Portanto... por aqui continuamos à espera...

30/04/11

Meu amor,
Não tarda nada vou ter-te nos meus braços. Cada dia é mais um dia que nos aproxima do momento em que te vou abraçar. Cada pontapé teu faz-me sorrir... cada movimento acalma-me o coração já de mãe... passo tempos a olhar para o teu quarto, para as tuas roupas, a imaginar-te no carrinho...
E se esta vontade de te ter aqui é enorme, não menor é o receio. Porque dentro de mim estás tão seguro, e cá fora só quero que cresças são e feliz.
O amor que te tenho ultrapassa tudo o que alguma vez senti, e quero muito, mas mesmo muito que sejas feliz e te sintas sempre amado.
Eu estarei aqui para tudo e se depender de mim vais tornar-te uma pessoa íntegra, de valores, mas acima de tudo, de bem contigo próprio.
Eu sei que o tempo voa, e mais rápido do que imagino e desejo vais estar crescido e eu com mais uns cabelos brancos, mas algo vai permanecer sempre, o meu amor por ti. E eu, vou estar aqui para ti, para o que der e vier... E cada sorriso teu será mais uma conquista na minha vida.
Meu pequeno príncipe, amo-te. E prometo, vou amar-te sempre.

28/04/11

38 semanas

e uns dias. Último dia de trabalho. Quando voltarei ao activo não sei, mas de momento quero apenas aproveitar os três meses de direito com o meu pequeno.
Amanhã vou aproveitar para limpar a casa e passar a ferro, para no fim-de-semana descansar.
A barriga está enorme, apesar de não ser das grávidas com a maior barriga de sempre :)
Ontem a médica já lhe sentiu a cabecinha, mas ainda não há dilatação. Eu sei que ainda estou muito dentro do tempo, mas continuo a achar que a gravidez é muito longa. Devia ser mais tipo gatas, três meses e upa upa! No final já é mesmo muito cansativo, porque já não se dorme e a ansiedade é grande. Mas ele que venha quando quiser, que a mamã só o quer é bem.
Sô dona Laura é uma doida, com força naquele pescoço que assusta. A Emina dá-lhe muitos beijinhos e quer pegá-la ao colo. Fez duas ou três cenas de ciúmes, mas fora isso é uma fofinha. O que agora faz muito é deitar-se na alcofa... E nós deixamos porque afinal ela só tem um aninho e quatro meses, e até agora era a única bebé da família! Fala, fala, fala, ainda que não se perceba sempre o que ela quer dizer. E assim, quando o senhor Noah chegar, os três primos vão fazer as delícias dos avós, dos papás e dos tios...

23/04/11

Novidades

Contra todas as expectativas da médica, o baby Noah deu a volta às 37 semanas. A alegria estampada no rosto da mulher não deixou margem para dúvidas, ela não acreditava que ele desse a pirueta. Esta foi dada na terça-feira, quando de repente vi a minha barriga totalmente lisa do lado esquerdo e esticada num alto enorme do lado direito. Nunca tal me tinha acontecido e na altura até comentei com a minha mãe: "será que ele está a dar a volta?" - estava...
Assim sendo, o parto já não é dia 5 de Maio. Será quando o crianço quiser e já deu para ver que ele os seus "quereres" já tem. Ainda não tenho nadica de dilatação portanto cheira-me que ele se manterá por lá mais umas três semanas...

Enquanto isso vou fazer uma caminhada a ver se isso vai ajudando... mãe sofre! logo eu que gosto tanto de fazer caminhadas! Se não ouvirem mais de mim, be aware, vai na volta pari pelo caminh, que isto com este meu bebé nunca se sabe...

20/04/11

Os meus pais têm um vizinho que é uma simpatia. é arménio, um bocadito envolvido em negócios escuros (é tipo o manda-chuva dos que chegam ilegais e ajuda-os a legalizarem - a um preço claro). Dizia eu que é uma simpatia. Todos gostamos bastante dele e ele é muito educado, tem dois filhos também muito queridos e a esposa é também uma senhora cheia de preceitos. Só que o homem anda atarantado comigo. Faz-lhe confusão que ainda conduza e sempre que me vê chegar põe as mãos à cabeça, pergunta se quero que ele faça as manobras e diz que não posso conduzir. Até foi perguntar à minha irmã quando é que eu tenho que parir, para ter a certeza que estou no limite. Ontem cruzamo-nos na rua e ele perguntou-me logo se continuo a conduzir. Quando respondi que sim, abanou a cabeça e disse: ai ai ai ai...
Acho que o senhor tem tido vários pesadelos comigo, a minha barriga e o meu peugeot!

19/04/11

37 semanas

Amanhã é dia de saber se será mesmo a cesariana ou não. Penso que sim pois ele continua atravessadinho. A questão é, será dia 28 de Abril ou 5 de Maio? :)
Ando bastante cansada. Não que trabalhe que me farte, mas simplesmente não consigo dormir. A noite é quase toda em claro, e só quando o Mário sai para o trabalho é que consigo pegar mesmo no sono... pena que uma hora mais tarde o despertador toque!
Fora isso sinto tão bem o meu menino que não há palavras para descrever o sentimento. Sei que ele já quase não tem espaço e por isso várias vezes ao dia podemos ver papinhos na barriga... é giro :)
Conseguimos lavar o carro antes do nascimento! Yeah!
A mala dele está cheia visto que possivelmente ficarei sete dias no hospital. E nós? Ansiosos! Para conhecê-lo, para ver o nosso pequenino... para o embalar, beijar e amar, ainda mais!

18/04/11

Inside Job

Um documentário muito mas muito bom. Daqueles que se vê mais que uma vez, que nos toca a todos, como a tal da crise.
Foi uma excelente maneira de terminar um domingo de sorna e cinema.
http://youtu.be/FzrBurlJUNk

13/04/11

A lata

No outro dia uma pessoa chamou-me gorda. Disse que eu estava muito inchada e que depois de eu ter o bebé ia ficar muito mais gorda... Eu sei que vou ficar com mais uns cinco ou seis quilos, so what? O mais engraçado é que essa pessoa já era gorda antes da gravidez, e o filho dela vai fazer um ano e ela continua a parecer grávida de 4 meses... As pessoas às vezes não têm noção do rídiculo! é que eu por enquanto ainda tenho desculpa para estas formas redondas: ESTOU GRÁVIDA for the god's sake!

12/04/11

36 semanas

E a contagem (em princípio) para as 39, que é quando nascerá o meu pequeno.
Esta semana sinto-me cansadíssima. Primeiro devido ao corre-corre que tem sido desde o nascimento da Laurinha, depois porque não durmo... não arranjo posição, e passo a noite a contar as horas... quando finalmente estou a pegar no sono, são horas de me levantar para vir para o escritório. Isto já acontece há tempo demais e sinto-me um bocado esgotada... mas pronto. Faz parte.
Estou com medo que os fatinhos para o Noah não lhe sirvam. é que a Laurinha nasceu com 48 cms e tudo lhe fica ao certinho... se o meu pilinhas nascer um bocadinho maior, o pai vai ter que ir a correr comprar mais roupa... a ver vamos.
Sinto-o bastante, sempre espetado, tanto de um lado como de outro, o que me leva a crer que se mantém na mesma posição.
Afinal parece que vou mesmo ficar constipada até ao final da gravidez (não há meio de passar!).
Falta tão pouco para tê-lo nos meus braços que até parece mentira... ansiedade começa a ser a palavra de ordem...

Esponjas e afins

Há quem seja viciado em gomas, quem coma muitos chocolates, quem fume um cigarro atrás do outro, quem beba mais do que a conta... enfim, um sem-número de coisas que não deveriam consumir e consomem...
Mas comer esponja de sofás é no mínimo estranho... tipo... no way...

11/04/11

Laurinha

Foi no dia sete de Abril que a minha sobrinha nasceu... já passaram quatro dias, mas ainda hoje, a caminho do escritório, não consegui segurar as lágrimas. O parto correu muito mal, e o pior podia ter acontecido. Acho que jamais esquecerei a dor e o medo que senti... o que senti quando finalmente abracei a minha irmã, e o que chorei naquela noite. Eu e os meus. Porque foi muito dificil. Porque todas as mamãs mereciam ter um parto santo, e todos os bebés mereciam nascer sem perigo. De tudo isto retirei quatro coisas muito importantes:
- Amo a minha sobrinha como se não houvesse amanhã. Jamais esquecerei o que passamos, mas cada vez que olhar para ela vou lembrar-me que foi muito mas muito desejada e é muito amada...
- A minha sobrinha é uma lutadora. Sai à mãe e à avô.
- A minha mãe é a melhor do mundo... esqueçam, não há nenhuma como ela...
- A minha irmã mostrou uma coragem que me ultrapassou em tudo e fiquei a admirá-la de uma forma que não há volta a dar...

Hoje ambas deixam o hospital, bem de saúde e sem mazelas. De todo o pesadelo ficam só memórias. A Laurinha é mesmo um bebé lindo... pode parecer cliché, mas não é... é mesmo perfeitinha e um doce...
Portanto, parabéns à mamã e ao papá (que by the way também se portou muito bem!) e tudo de bom :)

06/04/11

Cesariana

Nunca pensei ter que vir a fazer uma cesariana. Sempre quis um parto normal, com epidural, mas normal. Por essa razão, hoje, quando a ginecologista me disse que o meu pequeno está atravessado, saí triste e de lágrima no olho. Ela diz que ele ainda pode virar, mas que isso dificilmente acontecerá. Daqui a duas semanas faremos uma nova eco para saber se isso aconteceu e caso a situação seja a actual, o parto será marcado e será uma cesariana. E eu sei que não é o fim do mundo, e sei que amanhã já vou estar mais convencida... porque agora já estou um bocadinho mais do que há umas horas atrás. Mas de momento continuo triste e a desejar ardentemente que o meu pequenino dê a volta...
Entretanto, a mana já está na maternidade e a Laurinha estará amanhã nos nossos braços :) torçam por elas !

Coisas bizarras

Chegar ao escritório e deparar com uma grande e gorda Buell estacionada no hall de entrada (????) em frente ao wc... até aqui tudo bem (??), mas o problema é que não consigo passar no espacinho que sobra, e aquele monstro não me possibilitaria a abertura do wc, pelo que estou há mais de duas horas com muita vontade de fazer xixi e a desesperar porque me barraram o wc... isto não é normal... será que nem toda a gente sabe que uma grávida urina pa caraças? Ainda mais uma grávida cujo rebento lhe pesa na bexiga como se não quisesse mais nada? Sinceramente, quando o meu boss me aparecer à frente acho que lhe vou à espinha...é que depois, além de urinar muito, também ando totalmente alterada e sensível dos nervinhos... só a mim...

04/04/11

35 semanas

Chegamos às trinta e cinco semanas. Estou a adorar este último trimestre. é verdade que estou com gripe desde sexta e nem sei como apanhei a bastarda (é que nunca apanho gripe mesmo quando ele está a morrer com a dita, deitado ao meu lado!), mas fora isso, está tudo bem. Baby Noah pontapeia e manifesta-se frequentemente, não deixando a mamã esquecer que está ali (como se a barriga deixasse esquecer algo).
Sábado foi dia de pintar a sala e fazer as limpezas de Primavera. Estivemos a limpar até às oito da noite, mas valeu a pena (o meu ritmo também já não é o mesmo).
Hoje vamos escolher a mesa e cadeiras para o jardim, porque quero mesmo tudo prontinho antes do pequenino saltar cá para fora, para depois ser só aproveitá-lo.
Qual é o ponto negativo desta fase? O inchaço... Tudo inchado. Até mesmo as gengivas. Os meus dedos, que são tão fininhos, parecem patinhas de sapo. Mas que interessa? Se é este o único ponto negativo desta fase, é uma coisa mínima. Nunca o senti tão bem como agora. Quando se estica vê-se perfeitamente o pézinho... e isso é tão lindo... ai...
Quanto à prima do Noah (minha sobrinha)- a Laurinha está prestes a nascer. Já não faço apostas, mas o avô diz que é quinta-feira... a ver vamos.

31/03/11

é o incentivo

O sol que se fazia sentir nos últimos dias estava a dar-nos toda a força para investirmos no jardim lá de casa. Uma mesa e cadeiras todas catitas, e noites de caipirinha todos os sábados. Só que a chuva que cai desde ontem corta a vontade toda... Será um sinal? E eu que já me via estendida no jardim com o meu pequenote ao lado... ai ai... parece que estamos em Outubro outra vez.

30/03/11

Violência gratuita (já se torna frequente)

Isto é no mínimo doentio. Que há pessoas que não acham piada a partidas já se sabe. Mas agir de forma tão violenta é condenável, nojento e admissível... Afinal, trata-se apenas de um carro... e de uma brincadeira...



28/03/11

34 semanas



34 semanas... e tudo corre bem. Ele tem estado mexilhão e espeta mesmo o pezinho... e agora, que cada vez está mais próximo, começo a sentir saudades da gravidez... Não da mesma em si, mas destes pontapés, de ver o pézinho fazer um alto na minha barriga, de senti-lo com soluços...
No sábado fomos a uma gelataria e a empregada de mesa fez-me imensas perguntas. Só uns minutos mais tarde me apercebi que também ela estava grávida. Não tinha a certeza, e não queria perguntar, porque podia ela não estar, mas decidi-me e coloquei a pergunta... Bem... não só está grávida como está previsto nascer duas semanas depois do meu Noah... agora imaginem o tamanho da barriga da rapariga, para eu não ter a certeza que ela estaria grávida... e ela é magrinha! Será que a barriguita ainda vai dar um salto?
Bem, de qualquer das formas, deste lado está tudo bem. O peso tem-se mantido (ufa!) e apesar de às vezes já sentir mãos e pés inchados, as coisas correm bem... é o trimestre da gravidez que mais estou a gostar... E o meu menino, ai o meu menino, não páro de pensar nele :)

25/03/11

Quando uso um champô qualquer, tipo Pantene, Fructis, coisa do género, ele antes que o seu Head & Shoulders acabe já me está a dizer que é preciso comprar mais... Mas quando compro um champô no cabeleireiro, que é suposto durar-me uns três meses, o rato cala-se bem caladinho e usa desse champô. E depois dizem que os homens não ligam a essas coisas... Pois não...
O que é certo é que na hora de almoço vou comprar já dois ou três H&S's, que é por causa das  coisas!

23/03/11

continuação...

E depois chega a casa e mete-se a fazer um bolo...
E é isto... o que vale é que eu sou forte e resisto... digo eu...

22/03/11

Depois de bem feitas as contas engordei mesmo muito, e tendo em conta que ainda faltam sete semanas e eu não queria mesmo ultrapassar a barreira (que achava ser impossível) dos vinte quilos, optamos por fazer um regime lá em casa. Não como doces nenhuns, e como muitas saladas e grelhados... Já não me lembro de comer arroz ou massas há pelo menos uma semana.
Pode parecer estúpido, mas a verdade é que mesmo sem exagerar na comida, tenho vindo a engordar bastante, e não quero no fim ficar uma lontra, apesar de não me importar com os quilinhos a mais (alguns) e a anca larga (porque isso faz parte). Não posso fazer dietas e nem quero, mas opto por comer muito saudavelmente e evitar porcarias (também do género MacDonalds - esse maldito!)
Eu penso assim, mas não penso sozinha... é que quando lhe disse que ia almoçar fora com um amigo, ele ligou-me só para advertir: "agora vê lá o que comes! não estragues tudo!"... é o que faz ter um nutricionista pessoal...

nota: eu ainda não engordei os vinte quilos pessoal... isso é o que aceito engordar até ao fim da gravidez!!! - digo isto porque assim que cheguei à minha sogra o meu cunhado exclamou: "Já engordaste vinte quilos!!!!"
Confesso que todas estas situações em torno do Líbia e do Japão me têm deixado bastante preocupada... e quando falo sobre isso muita gente me diz 'ahhh, isso é tão longe..." mas não é... as consequências estão mais perto do que imaginamos... se eu tenho medo que bombardeiem a Bélgica? Não... mas tenho medo que esta crise que se instalou não nos largue tão cedo... e quanto tempo se aguenta uma crise? Não sei, mas gostava de saber... é que agora... agora vem o Noah.

21/03/11

33 semanas...

Ele (e não só) continua a crescer... Tem mexido menos, o que me leva a crer que está a ficar sem espaço. Quando mexe magoa mais do que antes mas continua a ser uma sensação maravilhosa e só nossa...
Preparei finalmente os sacos, mas acho que ainda faltam umas coisitas... Levo três chupetas diferentes (cores) para combinar com os fatinhos. Claro que o pai e o avô deitaram as mãos à cabeça, mas as mulheres compreendem-me.
O berço que vai ficar no nosso quarto também já está prontinho... enfim... agora sim... parece que está tudo... Só me falta uma limpeza a fundo à casa, agora que o sol brilha, para ficar tudo fresquinho à espera dele... Ainda não sei bem como é que vou limpar as janelas, mas há-de surgir uma ideia.
E aqui está uma foto da mamã ontem, no fort Breendonk. Parece que estou cheiinha mas não, é tudo ilusão óptica, acreditem!

17/03/11

Antecipar legislativas custa 18 milhões de euros

"Realizar umas eleições antecipadas custará ao país mais de 18 milhões de euros, incluindo tempos de antena, despesa com os membros das mesas de voto e os perto de oito milhões de subvenção estatal para as campanhas, que sofre uma queda de 10%.

Segundo explicou, ao JN, fonte da Direcção Geral da Administração Interna (DGAI), antecipar eleições implicaria, este ano, gastar cerca de dez milhões de euros. Isto no que toca às despesas da Administração Central com a realização do processo eleitoral. E, neste grupo, domina a subvenção que ronda os 4,6 milhões de euros para os membros das mesas." daqui.

E eu pergunto: "oh minha gente! antecipar eleições para quê se depois há 40% de abstenção? Se depois o pessoal vai é até ao shopping ou a esplanada. Se fica por casa, ou vai num fim-de-semana prolongado, mas não desperdiça duas horas (?) do seu domingo para votar? é que queixar é tão fácil....
Nã... eleições antecipadas? Gastar um dinheirão quando o povo teve a oportunidade e preferiu ficar a devorar um filme qualquer na tv? Nã... Para a próxima vão votar, que enchem o peito com o 25 de Abril, mas não aproveitam a oportunidade que têm.

16/03/11

Começo a achar que sou mesmo boa.

Segunda firma interessada em mim... A ver se depois da criança nascer não se mandam todos de fora e não fico mesmo a ver navios.

32 semanas...

Está quase, dizem-me... ainda faltam oito semanas, penso...
A vontade de o abraçar, de o mimar, minam-me o coração. A ansiedade é a pior inimiga de uma grávida... qual enjoos, hemorroidas, azias, dores, pés inchados, etc etc? é a ansiedade que dá cabo de nós...

14/03/11

Mas há egoísmo maior?

Eu até gosto da melodia, e do cantor também. Mas a letra da música deixa-me os nervos em franja. é que oiço muita gente dizer que é uma linda declaração de amor, mas a mim soa-me apenas a egoísmo (eu sei que é só uma música!)

You and Me (In My Pocket)


I wish you smelled a little funny
Not just funny really bad
We could roam the streets forever
Just like cats but we'd never stray
I sometimes wish you were a mermaid
I could raise you in the tub at home
We could take a swim together
On weekly day trips to the bay

Oh you and me
It would be only you and me
Oh you and me
It would be only you and me

I wish you were a little bigger
Not just big but really fat
Doors you would no longer fit through
In my bed you would have to stay
I often wish that you had feathers
I'd keep you in a giant cage
All day long I'd sit and watch you
I'd sing for you and that would be okay
People say there are plenty of fish
In the sea, baby, all I do is wish
I wish you were a little slower
Not just slow but paralyzed
Then I could plug you into a socket
So you could never run away
I really wish that you were smaller
Not just small but really really short
So I could put you in my pocket
And carry you around all day

Epa...

Coisas óptimas do último fim-de-semana

Duas pessoas disseram que estou MUITO mais gorda. E só porque a balança é tão porreira, não as contrariou.
E pior, enquanto eu dizia: "nãh também não vamos exagerar... eu estou grávida..." respondiam-me "nãh! estás mesmo muito gorda." - sim, entraram para a minha lista negra!

11/03/11

Muito bonito

Por todo o lado se ouve ou lê: "ah, Carnaval, baaah, não ligo nada... bah... tem algum jeito... bah... pa Carnaval já basta a vida"... E depois vê-se de hora em hora o pessoal a mudar as fotos de perfil no facebook para gatas, gatos, vampiros, princesas, teletubies e sei lá mais quê... vestidinhos a rigor, como manda a tradição... é que está na moda "dizer-se" do contra, falar-se do consumismo absurdo, mas na prática são tudo balelas. E mai' nada... E nada contra. Até eu me ia divertir se estivesse pelo Porto, mas não sejam é tão low profile. Escusam de dizer que não gostam, não fazem, não cagam só para parecerem uns Che's do caralho.

10/03/11

Mãe versus Profissional

E eis que a um mês e três semanas de ficar desempregada surge uma proposta de trabalho para depois do Noah nascer... depois da licença.
E eu, que ainda nem sequer conversei condições, sinto que, se por um lado tenho que dar graças por me aparecer sempre trabalho nesta altura de crise, por outro, estava mesmo convencida a ficar em casa uns meses com o meu menino...
Logo se verá... por enquanto é só um "quem sabe".

09/03/11

Lost

Comecei a ver Lost. é verdade... nunca tinha visto... sou sempre a mesma atrasada. Ok, muito atrasada.
Mas pronto.
Estou a adorar. E desconfio que até Maio já vi todas as seasons. Pelo menos convinha...

31 semanas

31 semanas de Noah. A barriga pesa, os sapatos e a roupa estão cada vez mais apertados, a ansiedade vai aumentando...
Dou comigo muitas vezes a pensar no futuro... Será que daqui a dez anos vamos conseguir passar ao nosso filho o que sentimos agora? Que um amor lindo nos une, e que no nosso sorriso se vê toda uma vida em sonho? Ou será que tudo isso terá esfumado e vamos ter esquecido a felicidade que sentimos lado a lado, a alegria que nos invadiu os corações aquando dos testes de gravidez positivos? Será que o carinho com que arranjamos o quarto e minuciosamente escolhemos a decoração ainda vai ser sentido? Às vezes dou comigo a pensar... Não sei se o meu filho terá noção de como foi desejado e amado desde o primeiro momento... não vai dar conta do tempo que lhe dispensamos, ainda ele se rebolava na minha barriga... mas afinal, a vida é mesmo assim... e eu, só agora que vou ser mãe, dou o verdadeiro valor aos meus pais...
Tenho tentado controlar a gula. é dificil, mas lá vamos conseguindo. Ainda conduzo e não sinto qualquer dificuldade. A barriga ainda não bate no volante e o Mário diz que é porque eu conduzia quase deitada. Ideias.
A roupinha está toda lavada. Os sacos ainda não estão prontos. Nem nada que se pareça. Parece que tenho que comprar pijamas para mim. E chinelos. Toda a gente ficou chocada por eu não estar a pensar comprar uns chinelos novos. Tinha comprado uns há dois meses no Ikea e pensei que podia levá-los. Ninguém concorda comigo. Tem que ser tudo novo, a estrear, porque parece mal... ok ok... logo se vê. Sei que já devia ter tudo pronto, "because you never know", mas sei lá... parece-me ainda tão cedo... a ver se este fim-de-semana ponho mãozinhas ao trabalho...
Começo a ficar muito mas muito po sensível. às vezes dou por mim a chorar enquanto oiço uma música. Irrito-me com facilidade e levo as coisas mais a peito (as coisas ditas por ele). Enfim... São mais umas semaninhas de hormonas saltitantes. E depois uma vida de Noah... Ah... o meu amor...

Aqui a gordalhufa :) e a sogra:

08/03/11

é que já o imagino


Aqui dentro, de pernoca à mostra. Ai...

07/03/11

Um dia calcei o 36

Um dia... porque agora, torna-se, a cada dia que passa, mais díficil calçar o que quer que seja que um dia me tenha servido e ficado folgado.

Emina

Ontem fomos com a Emina ao parque. Ela agora está assim... com 14 meses só quer é passeio e chora que se mata quando chega a casa porque quer é estar na rua.
Vestidinha de moranguinho lá foi passear e tenho a dizer que além de ser a mais bonita, era também a mais simpática e meiguinha. Infelizmente não teve muita sorte porque os outros meninos eram muito chorões, mas ela ainda deu beijinhos a alguns e tentou dar a outros. Brincou, andou, rebolou-se na relva, dançou... Acabou por adormecer no carro, quando regressavamos a casa... fez-me subir as escadas com ela ao colo e o Noah na barriga, deitei-a na cama, tirei-lhe os sapatinhos, e eis que me abre os olhos e ri à gargalhada! A safada! E depois já não dormiu a sesta! Uma pestinha safadolas ! é o que é a minha afilhada...
As crianças são mesmo o melhor do mundo... e quando olho para ela só apetece prendê-la no momento. Porque ela está a crescer... e cresce tão rápido que dá medo... a minha bebé... cresce a olhos vistos...

03/03/11

Não há amor como o primeiro!

Em 2008 comprei uns óculos de sol Ralph Lauren. Custaram-me os olhos da cara... Ok... não foram nenhuns 500 euros nem nada que se pareça, mas como agarrada que sou, acho que me atrevi bastante ao comprá-los.
Ficavam-me bem. Muito bem... Eu adorava-os... até ao dia em que se partiu uma haste... Ainda os levei ao oculista, mas não havia salvação possível... Comprei uns outros Ralph Lauren mais baratos e pretos, e apesar de gostar deles, continuo apaixonada pelos outros...
Agora vi-os à venda, novos, no e-bay, por 65 euros. 65 euros? Epa... E a vontade que tenho de os mandar vir é imensa. Só tenho medo é que me saia gato por lebre...
Se houve noite em que contei todas as horinhas, esta foi uma delas... Muito mau...

01/03/11

Da gravidez...

Eu não sinto desejos em particular, porque me apetece comer de tudo e a toda a hora... é esse o meu segredo para não o acordar às três da manhã com vontade de comer leitão. Não é por ser boa mocita, é mesmo porque me apetece tudo e qualquer coisa, e essa qualquer coisa arranja-se sempre lá por casa...

E com Março

aproxima-se a Primavera... o que significa que este Inverno, por cá, foi muito menos rigoroso do que o anterior... 
E não fosse estar uma baleiazinha começava já a pensar nos outfits para os dias mais quentes...

28/02/11

Na minha opinião...

Sendo que o meu pequeno Noah é fruto do amor entre o pai e a mãe, depois do meu menino nascer, o Mário devia pagar metade das "drenagens" ou o lá o que se chama aos tratamentos para a celulite... é que esta implantou-se em mim como uma lapa ao longo destes meses e cada sessão custa "apenas" 45 euros... Não acham que tenho razão?

Dos óscares...

e das bloguers e comentários às indumentárias... Ah, como dava o meu dedo mindinho para ver as vossas próprias escolhas para uma noite dessas... Iam à D. Teresa, a vossa costureira, perdão!, modista, ups! estilista!, e depois? A sério... adorava mesmo... ver como se vestiriam para uma noite daquelas... aposto que um vestidinho da Zara não chegava... e please... umas ondulações no cabelo? Poucochinho...
Eu, que não sou nenhuma expert, fecho-me em copas.

Quanto aos prémios... Devo dizer que não houve nada de inesperado... Colin, estás lá. Foi merecido! Natalie, idem idem...

25/02/11

The next three days...

Ontem foi dia de ver este filme. Puxou-me a lágrima umas quantas vezes. O senhor Russel está qualquer coisa... o filme, ainda que por momentos pareça uma cópia do Prison Break, apela muito à sensibilidade. E a verdade é que... e se tudo afirmasse que alguém que amamos cometeu um crime horrendo, o nosso coração seria capaz de acreditar? E quando nem sempre o que parece é?
Eu gostei bastante do filme. Mais um a ver!

23/02/11

E às 29 semanas...

Criamos um blogue...

E aqui está a barriguita:


Crónicas da Jo - Ser gaija é...

Ser gaija, mulher, rapariga, miúda, pita, fêmea, epa escolham… eu gosto de gaija porque a meu ver não tem nada de prejurativo. Mas cada uma pode escolher o que prefere e substituir ao longo do meu texto a palavra por mim usada.

O que é ser gaija ? Ser gaija é trazer ao colo o amor e o ódio juntos. Por bem fazemos tudo, por mal, somos piores que a Cruella Devil…
Gostamos de maquilhar-nos, de arranjar o cabelo, de comprar trapinhos e mais trapinhos mesmo com um armário cheio lá em casa…
é verdade, nem sempre sabemos o que queremos. Porquê ? Porque queremos sempre mais e simultaneamente sentimos a nossa exigência.
Queremos um abraço, um carinho, um elogio. Queremos sentir-nos únicas, amadas e desejadas. Mas isso não basta. Mais importante do que amadas por alguém loucamente, temos que amar loucamente. Sentir o arrepio na espinha, sentir vontade de abraçar, acarinhar sem ter que ser forçado.
Somos assim. Meigas, carinhosas, loucas e talvez um pouco invejosas. Somos humanas. Amigas.

Ser gaija é saber que o mundo não acaba amanha, mas não ter paciência para esperar mais.
é não saber estacionar na perfeição, não porque não temos jeito, mas porque não temos pachorra. E também gostar de carregar no acelerador, quando vamos sozinhas, porque instintivamente, quando vamos acompanhadas, somos mais prudentes.

Ser gaija é de vez em quando cismar que se tem que perder uns quilos, mesmo quando toda a gente diz que estamos loucas.
Ser gaija é meter um « Ferrero Rocher » a boca e dizer : « Tenho que fazer dieta ! ».
é muitas vezes ter vontade de jantar fora ou passar um fim-de-semana romântico, mas não dizer porque queremos que sejam vocês a dizer, a sugerir… o que raramente acontece, e nos deixa tristes, magoadas… com quê ? – perguntam. Com o facto de não vos sair nada dessas tolinhas…

Ser gaija é ir as compras e nãoo comprar nada, porque não encontrou nada de jeito, ou comprar de tudo, porque era tudo amazing. Ou seja, depende do estado de espírito…
Ser gaija é olhar uma criança com aquele olhar que só nós temos.

Ser gaija é ser desinibida quando estamos juntas e falar de tudo, sexo, quilos a mais, trabalho, escola, roupa, comida, receitas, dietas, homens, traseiros, beleza, más experiências, boas experiências. Não, não falamos só de futebol ou de sexo, falamos mesmo de tudo…

E sim, vamos sempre pelo menos duas ao wc…porquê? para falar sabe-se lá do quê… para nos olharmos juntas ao espelho, para rirmos, para não estarmos sós… porque uma gaija não gosta de estar só, a não ser que esteja por opção, por lhe apetecer estar no quarto a ler um livro, ou a ver fotos antigas (também é coisa de gaija !!), uma gaija gosta de ter alguém com quem comentar o filme, alguém com quem dar uma boa gargalhada, alguém com quem resmungar, alguém a quem pedir um cha.

E falando em resmungar… somos resmungonas sim… mas é sempre um aspecto positivo. Abrir-vos as pestanas para a vida. Prevenir-vos dos perigos diários desta sociedade, alertar-vos para a vida. E exigimos, exigimos de vocês atenção, gratidão, amor. Em compensação damos o que temos de melhor, e acreditem, é muito.

Ser gaija é querer. E ter. Gaija que é gaija luta por aquilo que quer.
Ser gaija é sonhar… bastante, e por isso sofrer mais que os gaijos. E pior, nunca desistir de nada, queda após queda, somos preserverantes e sabemos que, demore o tempo que demorar, vamos lá chegar…

Recordando...

Tenho saudades deste nosso blogue meninas.

Fuck

Devido à situação na Líbia toda a mercadoria está a ser devolvida aos portos de origem, ou seja, a nossa não fica por Tripoli, mas volta para Antuérpia... o que significa um grande problema quando a firma está a dois meses de fechar e dependente destes pagamentos para pagar o MEU ordenado.

22/02/11

Da gravidez...

Tenho tanto de barriga, como de cú e de mamas...
E se eu ainda tinha dúvidas, o meu pai confirmou...

Engraçadinhos...

- Vim à piscina com o C., mana.
- Qual?
- No Coloma. é muito fixe!
- Pois eu sei! Foi aí que tive aulas, e agora deve estar melhor, estavam em obras.
- Pois, nós ainda hoje falamos de ti.
- Ai sim? o quê?
- Que tinhas pago as aulas e nem assim sabes nadar...

Então não há quem dê a entrada para a carta de condução e nunca a tire? Eu é com a natação... epa... mas eu gostava de saber nadar... juro...

Já disse e volto a dizer que estava quase, mas vi-me forçada a desistir porque o meu professor (sim, era só com ele a aula) aparecia de tanga... Era demais... horrível...

Winter's bone

Até ontem acreditava inquestionavelmente que o óscar de melhor actriz ia ser atribuído a Natalie Portman. Já havia visto também o "Blue Valentine" e não achei que Michelle Williams estivesse no seu melhor. Mas ontem, depois de ter visto o "Winter's bone" fiquei com a sensação que temos concorrente à altura. Jennifer Lawrence faz um papel estupendo, e tendo em conta a sua idade e experiência, é a meu ver, uma justa vencedora... A ver vamos...

Porra...

Ontem passei tanta roupa a ferro que no fim não sentia as costinhas, e o ombro gemia de dor.
Foram horas. Foram muitos pares de calças, muitas camisolas, muitas camisas, imensas t-shirts... epa... mas pronto... a culpa tb foi minha que fui deixando acumular e tive que o fazer agora, porque duvido que daqui a um mês consiga estar tanto tempo de pé a fazê-lo...

21/02/11

Neste momento toda a minha vida profissional e consequentemente monetária é uma incógnita. E se há dias em que penso que vou deixar andar por enquanto, há outros em que me apetece encostar as pessoas à parede, obrigá-las a pagar os meus direitos e ter respostas às minhas perguntas...
Hoje é um desses dias... em que me seguro (a mim e à minha língua) para não insistir mais uma vez, não apertar de novo... Mas é que aguentar esta situação há já um mês, e ter que aguentá-la até fim de Abril, não é fácil, tira qualquer um do sério... e a mim, rebenta-me mesmo com o sistema nervoso.
Lá pa puta da crise e das falências e dos caralhos que gastam rios de dinheiro em restaurantes e carros e depois se queixam que não podem pagar ao simples trabalhador.

The company men


Foi um dos filmes do fim-de-semana, que me disse algo em particular porque foca a minha área de trabalho e a crise que se abateu sobre a mesma... é que se a esperança em 2009 era que lá para Setembro de 2010 tudo melhorasse, esperança essa que se esticou para 2011, dando ares de que talvez seja para 2012. Este filme fez-me lembrar o que vi acontecer... Lexus a serem levados, casas a serem devolvidas... estilos de vida a serem adaptados (ou não...). E mais uma vez estou a presenciar uma queda... e cheira-me que isto é um salve-se que puder...
Na minha opinião, um filme a ser visto.

Fazemos cá uma equipa...

Logo de manhã ao som desta música, pela auto-estrada Bruxelas-Antuérpia, a mãe a cantar com os pulmões todos e baby Noah a dançar dentro da barriga... é que nem parecia segunda-feira, nem que estavam dois graus na rua, nem que eu passei uma noite em claro... Tudo isso foi esquecido aquando desta sintonia entre nós os dois...

20/02/11

A beautiful mind

E se um dia chegassem ao pé de mim e dissessem que nada do que conheço é real? Que nunca estive grávida, que o Mário não existe, que nunca acabei o meu curso, que tenho um irmão em vez de duas irmãs...Sei lá... Não teria que ser tão linear. Bastava dizerem-me que qualquer uma das coisas que dou como conhecidas e adquiridas não existem para eu achar que era uma conspiração contra mim e que estavam todos doidos...
é exactamente o que acontece a quem sofre de esquizofrenia... e este filme relata de uma forma tão completa e tocante a vida e doença de John Nash, nóbel de Economia em 1994, um matemático, um génio, que viveu a lutar contra a esquizofrenia...
Tenho visto muitos filmes ultimamente, entre eles os nomeados para os Oscares, mas este é talvez o que mais me tocou nos últimos tempos. 

                                                                        John Nash

18/02/11

Agora passo cerca de meia hora ou mais por dia a falar ao telefone com a Emina... Não percebo quase nada do que diz, mas que ela fala... lá isso fala... e é que se lhe tiram o telemóvel é um berreiro.. E madrinha não diz (é muito dificil), mas diz: "Diiiii". E quando lhe digo que dê um beijo ao Noah ela levanta-me as camisolas, baixa a cinta das calças (parece automático) e dá um beijo na barriga, não sem antes fazer uma festinha e espetar o indicador no meu umbigo...

Emina disfarçada:

E tem isto 14 mesinhos...

Oh pá... acudam...

Este foi de férias com uma boneca insuflável. A sua esposa não leva a mal, e ele acha perfeitamente natural. Bianca é uma das suas catorze bonecas... Gasta com as mesmas mais de 1500 euros em lingerie e com Bianca foram 20.000 euros gastos nesta viagem (contando com roupa).



Epa... mas isto é tudo maluquinho? ai senhor... pergunto-me o que dirão os seus dois filhos...

Ah, e escusado será dizer que a esposa ficou em casa... não foi de férias...

Eu tentei...


Ontem, quando cheguei a casa, falei-lhe em vermos o filme "Sex and the City" (o primeiro) que estava gravado na box há uns dias.
Quinze minutos depois dei a mão à palmatória... Não consigo ver o filme... é tão... tão... não! Por isso imagino o esforço que o desgraçado fez...
Conclusão: continuo sem ter visto os filmes... mas agora que vi 15 ou 20 minutos do primeiro filme, a minha incompreensão pelo histerismo em volta do mesmo mantém-se...
Epa, e eu não sou nenhuma saloia... Gosto de comprar, de vestir, de maquilhar, de experimentar... mas estas personagens são o cúmulo! Será que há mulheres assim? é que se houver... coitadas.

17/02/11

Dos desgostos (ainda... )

Foi em Agosto. Quem não soube mais da história deve pensar que já passou. Mas não.
Durante meses ela continuou a dar-lhe esperanças, numa tentativa de lhe tirar o pouco que lhe sobrou... (foi ela mesma quem me disse que em seis anos gastaram 5 milhões de euros. Como? Não sei. Ou melhor, até sei... ela quando estava deprimida ia a uma loja e gastava 4000 euros - vi eu).
Ele perdeu tudo... a fonte esgotou... E agora vive na tentativa de camuflar que já não é o que era. é triste. Podia ter tudo, como já teve, e agora vê-se miserável.
Mas como eu dizia, ela até agora continuou a dar-lhe esperanças. Porque quando precisava dele, ele estava lá qual cão...
Semana passada ela fez 30 anos. Eu dei a desculpa da gravidez e cansaço e não fui. Sou uma pessoa que veste Zara e sei que não me sinto bem no meio de sessenta pessoas que vestem Armani (know what I mean?).
Mas ele foi... com o coração cheio de esperança... até porque ela tinha vindo tomar o pequeno almoço com ele, com direito a champanhe e tudo. E foi nessa mesma festa que o seu mundo se desmoronou mais uma vez... ela apareceu, à frente dos amigos deles e familia dele, com o novo namorado. Mais velho quinze anos e herdeiro dos autocarros De Lijn. E isso foi um golpe baixo... muito baixo. Porque ela não quer saber dele, quer apenas que ele lhe resolva os problemas.
E no dia seguinte chegou ao pé de mim, desfeito em lágrimas. Um farrapo de homem. 1.90m de gente que acabou de levar a maior bofetada da sua vida... e é por isso que chego à conclusão que um homem também chora, também sofre... e certas mulheres são mesmo cabras...
Agora arrasta-se tal zombie. Pede-me opiniões, que são dadas com a maior frieza possível, para que ele perceba que o amor dela acabou quando se acabou o dinheiro.
Por vezes tenho vontade de lhe espetar dois pares de estalos nas ventas. Mas sabem que mais? He should know better...

Consulta + Eco das 28 semanas.

Eis o rescaldo:
- Tensão arterial down
- Hemoglobina down
- Peso up

Como se quer portanto.

Ele é lindo. A gine, muito querida, perguntou: "já sabem o que é?" (olhei-a de soslaio, tipo, ela sabia o que nos tinha dito... se agora viesse uma Leonor teria que dormir num quarto azulinho e vestir roupa de menino), riu-se e confirmou. é um menino. Olha agora... se não fosse não era o fim do mundo, mas era bem capaz de lhe espetar uma murraça nas fuças só pelo transtorno de ter preparado tudo para um rapaz.
Mas não. é ele, o nosso Noah, lindo! Tem os lábios grossos como o pai... mais vale a beiça assim, do que como a mãe. Mas espero bem que tenha os meus olhinhos (apesar de não terem que ser necessariamente castanhos). é mesmo bonito. Até a médica disse (e o que a médica diz conta e muito! - a não ser que dissesse que era feiotezinho...). Pesa 1150 g e é meu! 
Agora só para Março...

16/02/11

é pena que esteja previsto parir a dia 10


Bem que podiam ter escolhido outra data. Camelos.

e depois...

estas pessoas, que só podem ser perturbadas, e precisam mesmo de ajuda:


Tentou o suicídio porque se acha feia depois da redução mamária... alguém diga a esta senhora, Sheyla Hershey que isto dá dó, que não é bonito, não é saudável, não lhe fica bem...
Esta moça está seriamente doente, acreditem.

28 semanas...

Não sou daquelas pessoas que adorava estar grávida para sempre. Para mim, a gravidez devia durar uns 3 mesitos. Tipo gatos estão a ver? é que a ansiedade de conhecer o pequenote é enorme e ainda falta... e por muito que repita para mim mesma: "está quase!", não está... Mas pronto...
Hoje temos a nossa penúltima ecografia... e como sempre, em dias de ecografia, acordei cheia de energia e ansiedade. Vê-lo. Ouvir a médica dizer que está tudo bem. Sair descansada do consultório...
Ainda falta muito para as 19h?
Às 28 semanas a barriga nota-se muito bem. Já engordei uns bons quilos e a minha cara parece uma bolacha maria. Faço xixi de cinco em cinco ou dez em dez minutos (ou então aguento, mas a vontade está lá). A azia instalou-se e faz-se sentir principalmente à noite. Dores no fundo da barriga que vão e vêm. Mas a parte melhor: ele mexe a toda a hora.
Hoje de manhã, mais uma vez, vinhamos os dois a curtir esta música (é quase rotina), eu a conduzir e a cantar e ele a dançar na barriga da mãe... i'm so in love...

15/02/11

Dia dos namorados.

Ontem acordei cedo para me ir enfiar no hospital até as onze e tal da manhã (felizmente a mummy foi comigo) . Depois disso fui ter com ele a outro hospital onde ele acompanhava a minha sogra que tinha ido fazer um tratamento. Só nessa altura, em conversa me lembrei que era dia de s.valentim. Fomos depois juntos à segurança social (bem romantico) e ele voltou ao hospital para uma consulta de rotina por causa da operação a que foi submetido.
Fui buscá-lo. Chegamos a casa, vesti o pijama, ele preparou o jantar e depois de comermos tudinho, alapamo-nos no sofá a ver filmes. Nada de prendas, de corações, de invenções. Não sou contra o dia dos namorados, mas também não sou a favor. No que me diz respeito, recuso-me a celebrar mais uma data só porque sim, até porque não acho piada nenhuma a ursinhos e corações a dizer "i love you". Já não basta há pouco mais de um mês ter sido Natal, daqui a pouco ser Páscoa, e entretanto, aniversários pelo meio?
Ele ainda falou em irmos ao cinema, mas eu, hummm... nãh... aquilo vai estar à pinha.
Portanto, nós os dois (ai tão bom encontrar alguém que é mais ou menos como nós) não ligamos nada ao dia dos namorados. Não somos contra, mas passa-nos literalmente ao lado.
(Ok, também festejamos aniversário de namoro há uma semana, mas ainda assim!)
Fui fazer ontem o exame do diabetes gestacional. Sim, ontem, às 28 semanas... pelo que tenho lido por aí em Portugal fazem-no mais cedo.
O homenzinho deve ter achado que eu era uma ave rara, quando me deu aquele líquido a beber, e perguntou:
- é bom?
Ao que eu respondi afirmativamente. Ele olhou-me incrédulo:
- As opiniões realmente diferem! Grande parte das vezes as pessoas detestam!
Detestar? Eu ia a contar com uma coisa nojenta, que deixasse aquele sabor horroroso a medicamento na boca, e bebi uma coisinha docinha, fresquinha (ele tinha as garrafinhas no frigorífico). Soube-me pela vida!

11/02/11

Coisas de grávida

Reparei ontem que o meu umbigo está prestes a fazer "ploc".

Spartacus

Estamos a ver Spartacus: Gods of the Arena, depois de Spartacus: Blood and Sand. Acho que nunca vi num programa de entretenimento / série de televisão / filme conseguirem combinar tanto sexo, violência extrema e palavreado obsceno.

10/02/11

Eu tenho saudades, muitas saudades do sol, da praia, da pele morena, do calor e dos dias longos... mas agora só para o ano que vem é que podemos considerar umas férias no verão... só me resta esperar, de pés juntinhos, que o verão por cá seja um bocadinho melhor.

30.000 euros

Foi por quanto uma mãe de origem moldava tentou vender o seu filho de dois meses e meio.
O meu não vendia por dinheiro nenhum... e por isso, esta é daquelas notícias que me fazem largar um: "foda-se..."

09/02/11

Come à bruta...

Ontem fomos jantar fora para comemorar. Comemos tanto mas tanto que quase me saía carne pelos olhos e chantilly pelos poros. A mulher na mesa ao lado revirou os olhos quando viu o empregado chegar com dois mega gelados carregados de chantilly...
Acabamos de jantar antes das oito. Estou ainda que nem posso. Obriguei-me a comer dois iogurtes e dois kiwi's por causa do bebé, mas continuo sem fome.
Que brutos... porra... o que me salva é que hoje janta-se em casa dos pais, e pelos vistos é bolonhesa, logo pouco ou nada como que não sou fã.

Fica a lição para os dois... Próxima vez, menos! Muito menos! (Pior é que digo sempre isto quando saio daquele restaurante... ainda bem que só lá vamos de 5 em 5 meses ou coisa do género...)

Vou ali esticar as pernas e já venho...

A queda de um mito

Qual é a grávida que nunca ouviu algo do género: "Tens barriga de rapaz!", "Se enjoas é menina"... e blá blá blá?
Pois. Essas tretas todas são a "ecografia" do senso comum. Felizmente hoje em dia é possível fazer uma ecografia médica. Ufa! No início da gravidez, como vocês bem sabem, enjoei muito. Comia e vomitava. Era a loucura tanta vez que "beijei a sanita". Toda a gente me dizia: "Hummm, vem aí uma menina..." O que é certo é que vem um pilas. Em contrapartida, as minhas duas irmãs, mães de meninas, nunca enjoaram, nunca vomitaram, tiverem um santo início de gravidez... Ou seja, ou reformulam o raio da ideia,  ou não a ponham sequer na mesa...
Outra coisa é a forma da barriga. "Ah e tal, alargaste tanto, é menina... os meninos não fazem a mãe alargar tanto..." - Das duas uma... ou era uma forma delicada de me dizerem que pareço uma bola com pernas (o que também é verdade, admito!) ou então mais um diz que disse do tempo da minha avó.
Depois vem a parte "os meninos fazem a mãe muito mais bonita!". Pois eu digo-vos o que me faz mais bonita - a minha SuperStay 24hr! Se não fosse isso, andaria sempre com cara de morta, porque não durmo bem há "n" de noites e as hormonas assaltaram a minha pele, estas bestas...
Portanto, não acreditem... é tudo treta...
By the way, aqui fica a barriga de 24 semanas... (que agora está maiorzita pois já é de 27 :) )

08/02/11

Tiny Anita

Ontem, enquanto passeava pela Fnac (old habits don't die), dei de caras com uma colecção de livros bastante familiar. Só que em vez de ser "Anita e o cavalo", "Anita a comer", etc, era "Tiny en het paard", "Tiny aan het eten"... e por aí fora.
Tiny... porra... que raio de nome... pelo menos a tradução para o português foi mais sóbria em relação ao nome da miúda.
Se eu já não gostava da Anita...
Hoje este blogue faz um ano. Um ano cheio. Um bocadinho de mim.
Hoje nós fazemos dois anos de namoro.
E por isso hoje é dia de festa. Nós vamos os "3" festejar, só porque sim.

07/02/11

As compras online.

Ontem fiz uma compra online, que por sinal foi bem grandinha, e paguei no acto... Não é a primeira vez que compro naquele site. A primeira foi antes do nascimento da pequena Emina (ratinha dos beijos no telemóvel - minha afilhada e sobrinha).
Recebi de imediato um email a confirmar a reserva, mas como não adiantavam datas de levantamento, hoje enviei um mail a perguntar quando poderia esperar a minha encomenda, ao que me respondem qualquer coisa do género:
Cara Joana, recebemos o pedido de encomenda mas o pagamento não (pânico! porque de manhã tinha visto que tinha saído o dinheiro da conta). Por essa mesma razão o departamento de contabilidade enviou-lhe um email dia 27. Só poderemos dar início à encomenda após o pagamento.

Medo... dia 27? Mas ontem foi dia 6. Encomendei e paguei. Queres ver que vive alguma outra Joana na minha rua e não sei? Bem, o que é certo é que a Mevrouw Ann está equivocada, e até aí não há problema, tudo se resove (quanto mais não seja faço 5 kms e rebento-lhe a boca) mas que é estranho lá isso é.

04/02/11

Ontem reparei que ele havia trocado uma foto na moldura da sala de jantar. Substituiu uma foto dele recente por uma de quando teria uns três anos... e para quê? A mim cheira-me que é para as pessoas quando lá forem olharem para a foto e dizerem:
- Ah! o Noah é mesmo a carinha do pai...

02/02/11

Sei que não sou uma gaja em condições

quando vejo um filme de cavalinhos, daqueles muito tristes, com adolescentes e crianças que perderam a mãe há três anos, um pai que ficou viúvo e no fim se volta apaixonar, e passo a hora e meia de filme com formigueiro nas pernas de tanta impaciência e sempre a pensar que o filme nunca mais acaba... e estou grávida e com as hormonas a saltitar...fará se não tivesse...

01/02/11

I Love Berlin !

Esta foto é para a Helena.
Foi tirada mesmo agora com o telemóvel. As unhas foram pintadas no domingo, e acho que a cor nas fotos não é bem igual, mas pronto... este é o tal coral (??), rosa, laranja, coiso :) mas é muito giro !

Patrocínios ou amostras ou coisas que o valham.

Eu também gostava de receber essas coisas, vocês não? Nunca vi grande problema em ser ratito de laboratório, por isso experimentava tudo na boa. Não há nenhuma marca que queira enviar para cá? Olhem que eu tenho duas irmãs e muitas primas! Porra... não entendo, há tanto tempo a blogar e não há um batonzinho. Não há direito!

Adenda: Já sei! Também podem ser coisas para bebés!!! Afinal a minha família está a engravidar à força toda! Tipo uma cadeira relax e essas coisas para o Noah testar? Heim? Chicco? Que me dizes? Não? Está bem então...

31/01/11

Nunca fui de ter medo na vida, mas às vezes opto pelo que é mais seguro.
No outro dia vinha para o escritório, e apercebi-me de como às vezes sou tão linear. Apesar de saber que há um caminho muito mais perto pelo meio da cidade, opto sempre por fazer a viagem pelo cais, porque é o caminho que conheço, com o qual estou familiarizada, e porque, o facto de não saber o caminho pelo centro, de poder perder-me, chegar atrasada, etc, etc e tal, me fazem optar por seguir sempre o mesmo caminho... Isto dura há um ano!
Assim sou também a nível profissional, e mesmo pessoal. Luto pelo que quero, mas às vezes tenho medo de arriscar e opto pela segurança...
Mas hoje optei por me mandar à aventura e seguir pelo centro da cidade, desconhecido. Correu bem. Da mesma forma, decidi que de agora em diante vou fazer o mesmo em relação ao resto da minha vida...

Foda-se... hoje tou mesmo filosófica, só a pensar no sentido da vida e o caraças... tá bem tá!

27/01/11

O quartinho está quase pronto... o pai pintou, montamos os móveis, colocou o candeeiro, e agora faltam apenas uns pormenores...
Ele abre a porta de dez em dez minutos... antes de ir para a cama volta a abrir a porta e entrar no quarto, como que a imaginar o Noah lá deitado. E isso, faz-me sorrir... Eu também vou ao quarto, mas sou mais desligada... Ele faz disso um ritual... este bebé é mesmo muito amado...
Ontem à noite voltamos a comunicar. Já não se mexia há algum tempo e eu fico logo preocupada. Bati levemente na barriga e ele uns segundos depois ripostou. A maternidade é mesmo qualquer coisa... passamos a olhar para tudo de uma forma totalmente diferente. Eu pelo menos sinto isso... aprendemos a dar mais valor aos nossos pais, por exemplo... a maternidade transforma-nos...
Hoje chegam mais umas coisinhas para o quarto. Não tarda nada está mesmo tudo feito e depois é aguardar apenas e só a sua chegada...

24/01/11

Ora então...

Dizem que houve 50% de abstenção?
E depois ele chama-me "Hitler" só porque acho que o voto devia ser obrigatório.
E por cá já se conta o 225° dia sem governo... Isto anda bonito, anda.

20/01/11

Que bom...

Passar o dia todo a ouvir um ruído ensurdecedor de uma máquina que está a ser usada para limpar as paredes do prédio... Ah... que maravilha... ainda bem que só tenho colheres à minha volta. Objectos cortantes poderiam ser perigosos.

19/01/11

24 semanas.

São 24 semanas grávida. Com o meu Noah cá dentro a saltar, principalmente à noite. Passou a fase má. Aquela fase dos enjoos, do mau-estar, do cansaço. Continuo cansada, mas isso já não tem nada que ver com a gravidez.
A minha barriga deu um pulo e eu acho que está linda. A balança vai fazendo com que eu solte uns "ais" mas a verdade é que me sinto super bem. Ele mexe tanto e de cada vez só sorrio, quando não exclamo: "Põe a mão!!".
Já compramos o quartinho. Agora é por mãos à obra.
E esperar... Porque não tarda nada está o meu pequenino cá fora...
A minha vida de rotineira não tem nada... a não ser que se atribua o adjectivo "rotineira" por ser sempre um carroussel, mas fora isso, fazer planos é o mesmo que nadar de costas... ou não nadar, no meu caso, porque não sei...
Assim sendo, mais uma vez (yeah!) vai haver uma grande reviravolta. Além do nascimento do nosso pequeno Noah, como é óbvio.
Estou a pensar dedicar-me à pesca... Ou não... Não sei se abra um negócio, e seja patroa de uma vez por todas (acho que nasci para isso), se me vire para a pastelaria (paixão assolapada que se me tem dado), se vá tirar o mestrado, enquanto me dedico ao meu pequeno e cague para o resto. Sei é que me sinto como um tolinho no meio da ponte, com a diferença que antes era eu. Agora sou eu e ele, já para não falar no meu homem.

14/01/11

A minha modesta opinião

Eu tinha prometido a mim mesma não tocar no assunto, mas é mais forte do que eu.
Não sei o que está por trás do crime horrendo que vitimou Carlos Castro. Nunca fui simpatizante do mesmo, o que nada tem a ver com a sua orientação sexual, mas sim com tudo o que ele, Maya's, Claudios Ramos e etc implicam - cusquice.
Nunca tinha ouvido falar de Renato Seabra. Lamento que, se é o culpado, tenha destruído assim a sua vida, que tudo tinha de promissora.
Mas o que me indigna mais que este crime horrendo e ainda sem qualquer explicação plausível, é a posição do povo. é a baixeza, a fraqueza moral de cada um. Matou, fez bem, porque o outro era paneleiro. Mas como é que é?? A orientação sexual do senhor implica que mereça morrer? Por amor de deus. Homofóbicos dum cabrão é o que a maior parte é.
Ah e tal, se ele o fez teve razões muito fortes. Sim, claro. Nem mais. Pois a meu ver, a não ser que tenha sido em legítima defesa, não há mais razão nenhuma que o justifique. E muito menos, uma razão que justifique a hora de martírio.
Eu não sei o que se passou, e sou daquelas com muita imaginação, que supõe mil e uma coisas, ilibando e culpando o presumível assassino. Mas nunca, jamais, acharia que alguém que foi brutalmente assassinado, o mereceu por ser homossexual. Nunca, jamais, teria compaixão por alguém só porque tem dois tostões de cara. E é isso que vejo acontecer... as pessoas ilibarem o Renato, porque é jovem, bonito, e "foi usado" (???) e culparem o senhor Carlos pela própria morte porque era homossexual, feio e velho. Isso, preocupa-me. Bastante.

Claro que para bem da família e do rapaz gostaria que afinal, depois de tudo, se chegasse à conclusão que não foi ele... mas isso, já são filmes a mais...

12/01/11

Internem-me!!!

Esta noite sonhei que alguém tinha aberto uma pastelaria portuguesa mesmo ao lado de nossa casa... eram bolas de berlim, pasteis de nata, ... Como factor inibitivo o preço da meia de leite - 6 euros!

Ai ai...

11/01/11

O nosso primeiro dia de férias.

No dia 26 chegariamos às 11.40h a Lisboa. Sim, mas não chegamos. Com a treta do gelo e mais não sei o quê e os atrasos dos voos, a quantidade de gente era tanta que quando chegamos ao guichet para fazer o check-in já não nos deixaram fazê-lo. Aliás, disseram-nos que deviamos ter passado à frente. Que deviamos ter avançado, que não havia nada a fazer porque a tripulação estava já a bordo. Tudo isso é facilmente dito, e talvez fosse facilmente feito se estivessem meia dúzia de pessoas à nossa frente, mas não... estavam dezenas. Dezenas de pessoas que não iam gostar muito da ideia de nos verem avançar para o guichet. Mas pronto.
Como somos tão sortudos, esse voo partiu a tempo e horas. Uma maravilha! Todos os voos estavam com atrasos de horas mas aquele não. Partiu a horas. E nós, no balcão da linha aérea a tentar encontrar uma solução.
Lá nos arranjaram um voo para as 14.15h (e notem que ainda passavam poucos minutos das nove da manhã...).
Ok... pelo menos tinhamos voo, ainda que tivessemos que fazer escala em Barcelona e só chegassemos a Lisboa por volta das seis e pouco da tarde.
Resolvemos ir ao balcão da Europcar para alterar a reserva do carro para mais tarde.
As horas passaram. Check-in feito, controle, e vai de esperar na porta de embarque. A certa altura, eram duas da tarde, apercebemo-nos que o voo para Barcelona estava atrasado. O Mário foi ao balcão colocar a questão: não íamos chegar tarde demais para apanhar o voo para Lisboa? Não! Era uma falha do monitor!  O voo não estava de forma alguma atrasado!
Aguardamos... Entretanto o ecrã já mostrava um atraso de mais de três quartos de hora, quando ouvimos os nossos lindos nomes latinos por todo o aeroporto. Dirigimo-nos ao balcão e informaram-nos que nos iam colocar num voo directo (ah! mas afinal já havia?) para Lisboa que partiria às 17h.
Ok... Vai de sair novamente, ir à Europcar, passar novamente o controle e aguardar... As cinco da tarde chegaram. As seis também... Os minutos de atraso iam acumulando e nós iamos entrando em desespero... Estavamos há mais de dez horas no aeroporto e eu já não aguentava o ardor nos pés, causado pelos nervos (é que ainda por cima sou um bocado estranha).
Eram 7.10h da tarde quando deixamos Bruxelas... Duas horas e dez minutos mais tarde. O cabrão do voo da manhã saiu à horinha, mas este tinha que atrasar tanto... enfim...
Chegamos a Lisboa às nove.
Enquanto nos dirigiamos para buscar a bagagem eu digo:
- Ok... Mais duas etapas. Ter a bagagem e o carro estar disponível.
- Já nem digo nada... O carro é certo, mas a bagagem... desconfio que o azar ainda não acabou...
- Ya... o carro está assegurado, é a única coisa que não correrá mal.
Aguardamos pela bagagem. Tempo suficiente para sentirmos o sistema nervoso quase a explodir cada vez que olhavamos para as longas filas onde as pessoas reclamavam bagagem perdida.
Finalmente as malas chegaram. Sorrimos um para o outro, sem dizer nada, porque no fundo queriamos era chegar rápido a Setúbal...
Quando nos dirigimos ao balcão para levantar o carro eis que nos dizem que não têm carro para nós "pedimos imensa desculpa blablabla mas ficamos sem carros". Eu ri-me. Daqueles risos nervosos, histéricos, assustadores, como quem está prestes a cometer uma loucura. Mas acalmei. Fomos de taxi para Setúbal, e voltamos no dia seguinte, para levantar o carro, custos reembolsados na hora pela Europcar. Confesso que até foi bom não ter que conduzir para Setúbal nessa noite. Já não aguentava o cansaço.
Disseram-nos que tinham um carro disponível a partir das seis da manhã (?), mas como eu já estava queimada, disse ao Mário para ligar no dia seguinte de manhã, e perguntar. Só às três da tarde é que tivemos carro, altura em que abalamos para o Porto. Ou seja... Um dia e meio de férias foi basicamente para a sarjeta.
Portanto, viajar na altura de Natal? Nunca mais!