31/01/11

Nunca fui de ter medo na vida, mas às vezes opto pelo que é mais seguro.
No outro dia vinha para o escritório, e apercebi-me de como às vezes sou tão linear. Apesar de saber que há um caminho muito mais perto pelo meio da cidade, opto sempre por fazer a viagem pelo cais, porque é o caminho que conheço, com o qual estou familiarizada, e porque, o facto de não saber o caminho pelo centro, de poder perder-me, chegar atrasada, etc, etc e tal, me fazem optar por seguir sempre o mesmo caminho... Isto dura há um ano!
Assim sou também a nível profissional, e mesmo pessoal. Luto pelo que quero, mas às vezes tenho medo de arriscar e opto pela segurança...
Mas hoje optei por me mandar à aventura e seguir pelo centro da cidade, desconhecido. Correu bem. Da mesma forma, decidi que de agora em diante vou fazer o mesmo em relação ao resto da minha vida...

Foda-se... hoje tou mesmo filosófica, só a pensar no sentido da vida e o caraças... tá bem tá!

3 comentários:

Mie disse...

Acho que fazes muito bem, devemos sempre arriscar com moderacao e nao ficar a pensar no que poderiamos ter ganho se tivessemos tentado :)

Helena disse...

Medo de arriscar, sei bem o que isso é quando temos muito a perder.
É claro que optar por um caminho ou outro, não é o caso, não é joana?! Aiii :D

Jo disse...

ehehe :) Helena, mas tem a ver com o assunto... porque se ainda nao arrisquei mais é por receio, e as vezes, como a Mie diz, devemos arriscar mesmo que com alguma moderaçao :) ai ai...