11/02/10

Segurem-me...

que eu vou-me a ele!!
Não basta ler os meus e-mails atentamente, como se tivesse esse direito e passar-me a pasta de todo o trabalho que entra, ainda por cima nem um filho da p*ta de um telefonema fez ontem para saber uma informação. Esperou por mim para faze-lo!
Ai... Que nervos... Um dia destes leva com o telefone no meio da testa.

2 comentários:

florinda alves disse...

beijoca...e muita calma

Essência disse...

Tambén não levavam o meus dinheirito!!!

Bjs
Paula